sábado, 7 de abril de 2012

Quaresma, tempo para reflexão

Por Herika Sotero

Jesus_prece

A quaresma chegou ao fim. O período de 40 dias que começa na quarta-feira de cinzas e termina no domingo de Páscoa.

Durante este período os cristãos são convidados à penitência e meditação, por meio da prática do jejum, da caridade e da oração.

Ao longo deste período, sobretudo do domingo, é feito um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que pretendem viver como “pretensos” filhos de Deus.

É comum que as pessoas pensem na Quaresma como um tempo de penitência, em que os fiéis são obrigados a praticar algum sacrifício, como não comer carne. Mas a verdade é que a religião sugere, convida as pessoas à reflexão, praticando ou não a abstinência.

A Quaresma é o tempo em que os fiéis são convidados a ir fundo no sentido da vida. É porque a correria e as distrações do dia a dia nos afastam dele. É um momento oportuno para centrar na vida.

Nessa busca pelo verdadeiro sentido da vida, é que se encontra a necessidade do sacrifício de alguma natureza ou da abstinência de hábitos ou práticas costumeiras. Assim, deixar de ingerir bebidas alcoólicas ou assistir à televisão, por exemplo, são ações que podem contribuir.

Devemos aproveitar o tempo para nos libertar de dependências não só químicas, mas também com relação à preocupação excessiva com a imagem, vanglória, egoísmo. É tempo de cortar as amarras, ficar livre para voar mais alto. Livres de vícios, podemos nos aprofundar mais na reflexão por nossas vidas e ter mais tempo para a oração.

Essa também é uma época muito especial para o Plano Espiritual, pois os portais das zonas umbralinas estão abertos, e nossos guardiões estão dando maior liberdade para os espíritos que estão libertos.

Exatamente por isso, nesse período há maior chance desses espíritos fazerem arruaças, mas também maior chance de serem encaminhados para as zonas de Luz. Por isso mesmo, essa época é tão difícil para algumas pessoas, pois estamos o tempo todo sujeitos a recebermos influência deles em nossas ações. Assim como, segundo a Bíblia, Jesus permaneceu 40 dias no deserto passando por tentações, esse período representa o deserto de cada um de nós, daí a importância da reflexão de nossas ações perante a vida.

A espiritualidade está sempre atenta a todas as possibilidades de ajuda, de resgate e de esclarecimento dos nossos irmãos desencarnados que estão estagiando nas trevas criadas por eles mesmos.

É essa oportunidade que o Plano Superior aproveita para poder resgatar aqueles que tocados por esse período de penitência e meditação, se desvinculam de seu sofrimento íntimo e rogam por socorro.

Afinal de contas são milhares de cristãos, que nesse momento mudam a psicosfera do Plano Físico e Espiritual e tocam aqueles que lhes são caros e que estão estagiando nas zonas umbralinas, e são esses últimos os mais beneficiados por esse recolhimento, porque eles ficam mais suscetíveis aos socorristas de todas as horas.

É por esse e por vários outros motivos que toda religião ou crença tem seu valor, sua necessidade de existir e todos estão certos dentro do que acreditam. E como o nosso Pai Maior não nos desampara em momento algum, a sua misericórdia chega através das mãos daqueles que nos possam atingir.

A caridade é a essência de tudo!!!

Devemos ter sempre a fraternidade em nossos lábios e aproveitar a época oportuna e orar pela humanidade.

Se já o fazemos, continuemos com nossas preces nos unindo agora aos nossos irmãos de outras religiões para que o amor esteja sempre presente em nossos corações.

"O objetivo da religião é conduzir o homem a Deus; ora, o homem não chega a Deus senão quando está perfeito; portanto, toda religião que não torna o homem melhor, não atinge seu objetivo."

Muita Paz, Luz e Amor a todos nós!!

Um comentário:

  1. Stéffany Almeida10 de abril de 2012 08:17

    Que texto lindo!!! Tenho muito orgulho ao ver mensagens tão bonitas e significativas no blog do Luz! Sejamos LUZ !

    ResponderExcluir